Apenas Frelimo e MDM concorrem nas 53 autarquias

Os partidos Frelimo, no poder, e MDM, segunda maior força da oposição no país, vão concorrer para os cargos de presidente do Município e membros das assembleia provínciais nas 53 autarquias.

Estas duas formações políticas são as únicas que vão concorrer em todas as autarquias, mesmo depois de terem tido algumas candidaturas para membro das Assembleias Municipais reprovadas Comissão Nacional de Eleições (CNE).

A Frelimo teve uma candidatura a membro da Assembleia Municipal de Chimoio reprovada. Enquanto isso, o MDM, teve seis reprovações, de candidatos às Assembleia Municipais de Montepuez, Mueda, Quelimane e Gurué (3).

De salientar que para além destes dois partidos, outras formações partidárias e grupos de cidadãos eleitores também tiveram algumas candidaturas reprovadas. São os casos do PDD (2), PARENA (4), PAHUMO (4), ASSEMONA(9) e CINFORTÉCNICA(1)..

Todos estes excluídos foram substituídos porque não cumpriram os prazos para as irregularidades.

Segundo o Porta­voz da Comissão Nacional de Eleições (CNE), João Beirão, estes partidos foram notificados para num prazo de cinco dias suprirem as irregularidades detectadas durante o processo de verificação dos documentos.

Tais irregularidades têm a ver com documentos em falta, certidão de registo criminal indicando ilicitudes que impedem de concorrer, Bilhete de Identidade caducado e falta de assinatura que confirma o desejo do candidato concorrer.

“Uns conseguiram corrigir as anomalias dentro do prazo estabelecido e outros acharam por bem promover os suplentes para substituir os que apresentavam processos com irregularidades. Entretanto, das listas apresentadas, quer para o cargo de presidentes dos municípios quer para as assembleias, todas foram aceites”, referiu Beirão.

A lista completa dos candidaturas aprovadas e os municípios em que se encontram os candidatos, está em uma tabela na versão pdf em anexo deste boletim. A lista completa das candidaturas reprovadas está em uma tabela na versão pdf em anexo deste boletim

Deixar uma resposta