CNE reprova coligação MPD-Ecologista

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) indeferiu o pedido de inscrição da coligação Movimento Patriótico para a Democracia (MPD) e Partido Ecologista para as eleições de 20 de Novembro, por falta da sua publicação no Boletim da República antes de 7 de Agosto, que é um dos requisitos exigidos para o efeito (art 162 de lei 7/2013).

Os dois partidos decidiram celebrar um convénio de coligação para fins eleitorais depois de cada um ter efectuado a inscrição de forma independente.

A CNE deferiu os pedidos dos Ecologistas e MPD em documentos separados, o que significa que os dois estão autorizados a participar nas próximas eleições autárquicas, não obstante a reprovação da coligação.

De referir que o MPD e o Partido Ecologista eram os únicos que haviam manifestado o desejo de concorrer coligados para os pleitos eleitorais de 20 de Novembro próximo.

Deixar uma resposta