Recenseamento poderá ocorrer no período chuvoso

A data das eleições gerais de 2014 foram marcadas para 15 de Outubro, o que significa que o recenseamento de eleitores deverá estar concluido até 15 de Abril.

De acordo com a análise do CIP, o processo de registo de potenciais eleitores poderá arrancar em Janeiro à escala nacional e na diáspora. Assim, todos os equipamentos devem estar no país até Dezembro e os brigadistas deverão ser contratados e formados nessa altura.

A análise do CIP é fundamentada no facto de a lei eleitoral referir que a CNE deve publicar o número de assentos para o Parlamento por cada província, até 180 dias antes da realização da eleição.

De salientar que em Janeiro o país estará no período de chuva, que geralmente inicia em Outubro e termina em Março.

O director-geral do Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE), Felisberto Naife, diz que rubricou com a empresa seleccionada para fornecer o equipamento de registro um contrato de dois anos.

O contrato contempla fornecimento de parte do equipamento para o registo que decorreu de 25 de Maio a 23 de Julho do corrente ano, e outra parte para o registo de 2014.

Entretanto, o STAE vai usar o equipamento existente para dar um treinamento mais intensivo aos novos brigadistas.

Deixar uma resposta